Simpatias Santo Antônio

20 Mar 2019 20:39
Tags

Back to list of posts

<h1>Veja Quatro Informa&ccedil;&otilde;es Infal&iacute;veis Para Conquist&aacute;-los!</h1>

<p>Aos dezenove anos, no momento em que cometeu o crime que mudaria para sempre as rotas da sua exist&ecirc;ncia, Suzane von Richthofen era uma t&iacute;pica criancinha rica da Zona Sul de S&atilde;o Paulo. Frequentara um dos melhores col&eacute;gios da cidade, fazia viagens pro exterior, cursava Correto em faculdade peculiar. &Agrave; noite, voltava pra dormir no casar&atilde;o com piscina, escrit&oacute;rio e biblioteca que dividia com os pais, o engenheiro Manfred e a psiquiatra Mar&iacute;sia, e o irm&atilde;o Andreas.</p>

<p>O restante da hist&oacute;ria prontamente &eacute; famoso. Sempre que isso, na Vasto S&atilde;o Paulo, outra jovem enfrentava o dia-a-dia do bairro de Jundiapeba, na divisa de Mogi das Cruzes e Suzano. Numa rua sem asfalto e uma casa com port&atilde;o de madeira e numera&ccedil;&atilde;o escrita a giz, crescia Sandra Regina Ruiz Gomes, a “Galega”, como a vizinhan&ccedil;a a conhece at&eacute; hoje.</p>

relacionamento-serio.jpg

<ul>
<li>Jeito da b&uacute;ssola</li>
<li>18- Luau em moradia</li>
<li>4 Dona Cebola</li>
<li>18/11/2008 - 10h35 - O Que Rola</li>
</ul>

<p>Aos 21 anos, ela n&atilde;o queria saber de estudar - largara o col&eacute;gio antes do Ensino M&eacute;dio -, tampouco trabalhar. Fez alguns bicos, mas gostava mesmo era de virar a noite em festas e alinhar luta pela rodovia. A m&atilde;e dela, S&ocirc;nia Regina Ruiz Gomes, sofria de diabetes e morreu de c&acirc;ncer em 2009. O padrasto, Te&oacute;dolo da Silva, o “Bahia”, trabalha como pedreiro.</p>

<p>Apesar de realidades t&atilde;o distantes, Suzane e Sandra, ambas com trinta e um anos nos dias de hoje, tornaram-se personagens da cr&ocirc;nica policial pelos crimes que cometeram e hoje, detidas na penitenci&aacute;ria feminina de Trememb&eacute;, no interior de S&atilde;o Paulo, vivem um relacionamento amoroso. Em t&atilde;o alto grau uma quanto a outra viveram paix&otilde;es perigosas que as levaram &agrave; cadeia.</p>

<p>Em 2002, Suzane namorava Daniel Cravinhos, com quem inventou e executou o assassinato dos pais. Em 2003, Sandra vivia um relacionamento com o vizinho Valdir Pereira Martins, reprovado na m&atilde;e e pelo padrasto. Aprenda dez Informa&ccedil;&otilde;es Pra Tomar Um Homem na mans&atilde;o do Campo Esbelto, o pedreiro Bahia dizia umas verdades para Valdir na porta do barraco. Antes de Sandra, Martins namorou outra vizinha da avenida e o relacionamento acababou mal.</p>

<p>Pra se Quem Casa Quer Casa , ele inventou o sequestro do irm&atilde;o da ex, Talisson Vinicius da Silva Castro, de somente quatrorze anos. Convidou a Galega para ajud&aacute;-lo ante a situa&ccedil;&atilde;o de dividirem o dinheiro do crime. Cameron Diaz: ” Ser Monog&acirc;mica Sexualmente &eacute; A Parte Mais complicado De Um Relacionamento” de Sandra foi negociar e extorquir os parentes de Tallison. Uma noite, depois de neste momento ter arrancado os 3 000 reais da fam&iacute;lia que morava do outro lado da avenida, ela abriu a porta de moradia na &uacute;ltima vez para o namorado. “Sai fora, sai fora.</p>

<p>Matei o menino”, ele avisou. N&atilde;o demorou pra que Martins fosse pego e entregasse os c&uacute;mplices - Sandra e outros dois amigos. Daniela Mercury Declara: ‘Meu Legado &eacute; Abrir Cabe&ccedil;as’ presos. Ela foi a &uacute;nica a ter o procedimento desmembrado e, por n&atilde;o ter participado da efetiva&ccedil;&atilde;o, conseguiu ter a pena diminu&iacute;da de vinte e sete pra 24 anos de cadeia em regime fechado. Isso custou 9 500 reais das economias do padrasto, que havia finalmente conseguido inserir a quantia depois de anos criando casas de luxo em Toque-toque Grande, no litoral norte de S&atilde;o Paulo. “Era para fazer o muro e alinhar a casa. Deixei tudo no advogado”, conta Bahia.</p>

<p>Contrataram um dos melhores escrit&oacute;rios da regi&atilde;o, o do criminalista Munir Jorge, imediatamente morto. Mesmo com tanto esfor&ccedil;o feito na &eacute;poca, hoje Bahia n&atilde;o fala mais com a enteada. “Nunca fui visitar, n&atilde;o adoro de coisa errada. Aguentava tudo por causa da m&atilde;e dela”. Sandra s&oacute; recebe visita do irm&atilde;o mais velho, o empres&aacute;rio Fulvio Ruiz. Procurado, ele n&atilde;o quis se pronunciar. De imediato Suzane n&atilde;o conta com a admira&ccedil;&atilde;o do irm&atilde;o e, desde que demitiu seu advogado e tutor Denivaldo Barni, n&atilde;o tem recebido visitas. Uma das poucas pessoas que ainda a chamam de amiga &eacute; a bem como advogada Luzia Helena Sanches, na resid&ecirc;ncia de quem Suzane ficou hospedada quando esteve em autonomia. Mesmo deste jeito, elas perderam contato nos &uacute;ltimos anos.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License